17 junho 2010

França 0 x 2 México. Allez les Blues? Só se for para casa.

Fora da Copa?




Em 2002, a França se despediu da Copa do Mundo ainda na primeira fase e sem marcar gols. Nesta quinta-feira, os Bleus perderam por 2 a 0 para o México e começaram a reviver o drama de oito anos atrás.

A equipe dirigida pelo 'metido' treinador Raymond Domenech havia empatado sem gols com o Uruguai em sua estreia no Mundial sul-africano. Ou seja, depois de duas rodadas, soma apenas um ponto no Grupo A. Para evitar mais uma eliminação precoce, a França, atual vice-campeã mundial, precisa vencer a África do Sul por uma boa diferença de gols e torcer contra uma "armação de resultados" entre os líderes do grupo. Bom, de 'armação' a França futebolística entende. Lembram da mão de Thierry Henry e da consequente eliminação da seleção da Irlanda? E do 'peripaque' de Ronaldo em 98?

Ah! O atacante Thierry Henry, último remanescente da equipe campeã mundial em 1998, começou no banco de reservas e, mesmo com a necessidade francesa de fazer gols, não foi aproveitado. Ele virou uma espécie de símbolo da vergonha francesa.

Curiosidade

O atacante mexicano Javier Hernández seguiu os passos do avô ao marcar um gol na partida contra a França, disputada nesta quinta-feira. O avô do jogador, Tomas Balcazar, marcou o primeiro gol do México contra a França no Mundial de 1954, muito antes de Hernández nascer.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe a seu recado para 'A PATADA DE DINOSSAURO'