17 junho 2010

Argentina Goleou!

ARGENTINA 4 X 1 CORÉIA DO SUL

A Argentina jogou uma bela partida de futebol. Após a goleada sobre a Coreia do Sul por 4 a 1, nesta quinta-feira, pela segunda rodada do Grupo B, o técnico da seleção argentina, Diego Maradona, declarou que sua equipe foi implacável.Com a vitória, a Argentina é líder isolada da chave.



MARADONA É UM JOGO À PARTE.

No começo da semana Dieguito entrou em um entrevero com Pelé (para variar um pouco).O Argentino disse que o "Rei Pelé" afirmou a muiúde que não acreditava que a Africa do Sul seria capaz de organizar o mundial.

Pelé respondeu que não entendia a afirmação, mas não desmentiu. Falou que sempre ajudou Maradona quando este precisava, até mesmo com um antigo 'Talk Show' da televisão argentina. Pelé ainda completou e afirmou que Maradona era técnico porque precisava de dinheiro.

Ao ser informado que o ex-jogador Platini, que é funcionário da FIFA, dissera que não confiava no argentino como técnico, Maradona disparou que com Platini sempre tivera uma relação distante. Era só 'oi' e 'tchau'. Completou com a frase 'Sabemos como são os franceses. E Platini é francês e se crê mais do que todo mundo. Nunca liguei para ele. E não vou ligar agora'




DEPOIS DA GOLEADA,NOVA ENTREVISTA

O técnico pediu desculpas ao francês Michel Platini pelas críticas da véspera."Recebi uma carta de Platini dizendo que não havia dado as declarações que vocês me falaram. Quero pedir desculpas agora a Platini... Mas não a Pelé", disse Maradona, logo no encerramento da conferência com os jornalistas no estádio Soccer City. Sobre Pelé disparou novamente com a frase "O Pelé tem de voltar ao museu"





GAY?

Questionado por um jornalista inglês sobre seus carinhosos beijos nos jogadores da seleção argentina, o técnico Diego Maradona declarou que não é gay e que ama mulheres.

"Amo as mulheres!", repetiu três vezes durante a entrevista coletiva antes de completar. "Estou com a Verônica, que tem 31 anos, é loira, é muito bonita. Não preciso 'desmunhecar' por sentir afeto por meus jogadores. Se eu sou gay, não, não!", enfatizou o treinador.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe a seu recado para 'A PATADA DE DINOSSAURO'